Características Gerais

CARACTERISTICAS GERAIS

FENÓTIPO

Desenvolvimento da fêmea

Desenvolvimento do macho   

 

CARACTERISTICAS GERAIS    

         

O buldogue é um cão de porte médio, robusto, dotado de muita força, agilidade e espírito de luta.
      Possui cabeça grande e chata, focinho  ereto e peito largo. Mede aproximadamente 50 cm de altura na cernelha, é musculoso e pesa cerca de 35 kg.  É um cão extremamente dócil com crianças, fiel com as pessoas que conhece e reservado com os estranhos.

 

Clique na imagem para ampliá-la.

 

 

                                                             FENÓTIPO

      - O Buldogue Campeiro trás em seu fenótipo características particularmente funcionais-.

       A dentição possui caninos pequenos e geralmente um numero maior de dentes incisivos com a função de segurar o boi danificando-o o mínimo possível e por isto deve ter o focinho curto alavancado de perto pela forte musculatura da cabeça.
       O focinho com comprimento aproximadamente de 1/3 do crânio deve ser volumoso, chato, quadrado com prognatismo podendo ter os dentes a mostra desde que não se distanciem do lábio superior. Antigamente os peões e tropeiros diziam que " bão são os bordoga com os dente pra fora", e até hoje em meio a colonos ou quem tenha conhecido estes cães, os dentes para fora são a marca registrada dos "bordogue". 
       O crânio deve ser largo volumoso, arredondado moldado pela forte musculatura superior e da mandíbula.
       O comprimento das orelhas não deve ultrapassar a altura dos ossos da mandíbula dando-se preferência as orelhas mais curtas.
       Os olhos não devem ser redondos nem arregalados ou proeminentes.Devem ser bem protegidos pela  pálpebra.
       O nariz, mesmo de cor marrom e as mucosas, devem ser bem pigmentados,  não houve problema com o sol, já aqueles sem pigmentação têm problemas com olhos inflamados quando expostos ao sol por longos períodos.
       Pescoço forte de comprimento moderado.
       Antepeito espaçoso, espáduas obliquas, peito amplo, costelas bem arqueadas.Não devem ter peito de pomba; o ventre não deve ser esgalgado.
       A altura do BC permite que ele ande em campo limpo, acompanhando o tropeiro, como  também pode se movimentar com destreza no meio de um mato fechado. Quando esta trabalhando na mangueira (cercado) deve passar com facilidade por entre as varas ou  sarrafos.
       O BC deve ter a aparência de um cão pesado e ágil caso contrário não seria possível que segurasse um boi, fosse pisoteado e levasse patadas e, no outro dia estivesse pronto para mais uma jornada.
       A movimentação do BC deve ser ampla ao máximo que sua pesada estrutura permite, para isso deve ter boas angulações. Angulações anteriores posteriores moderadas devendo o cão percorrer longas distancias.

     Bem aprumado, ombros devem ser oblíquos, as pernas retas e as patas levemente viradas para fora.

      O rabo normalmente é torto, Quebrado ao natural (em S ou vígula).
       Um “bom BC “é pesado, ágil e com uma boa resistência a longas distancias, o que" parece até uma discrepância” no BC deve ser respeitado, seria o mesmo que um halterofilista correndo uma maratona.
       Um cão de estrutura larga, ossos pesados e musculatura rígida  segura um boi com mais facilidade do que um cão leve e esguio, que pode ser arremessado a distancia pelo boi. Da mesma forma podemos observar que cães exageradamente pesados com passadas curtas e focinho muito curto tem uma enorme dificuldade de trabalho, cansam facilmente e não tem agilidade.
       O Buldogue Campeiro não se trata de um Buldogue Inglês em tamanho maior, possui características próprias funcionais bem definidas, O BC tem identidade própria.  

 

                                Desenvolvimento da fêmea

         

          De um modo geral a estatura da fêma é um pouco menor do que a do macho, ele normalmente é mais corpulento. A Fêmea adulta tem a cabeça um pouco menor que a do macho, a altura pode até vir a ser a mesma.

          Nas fotos que seguem mostramos algumas fases do crescimento de uma fêmea.

        

         Filhotinhos apresentam pele solta e dobrinhas, são fofinhos. Nesta idade são todos iguais é dificil identificar o sexo pela sua estru8tura. Fêmea com um mês.

                    

                 À medida que crescem a pele se ajusta ao corpo, começam a apresentar uma aparência mais esguia, tanto o macho como a fêmea. Costumamos dizer que nesta fase começam a alongar, crescer no comprimento e na altura. A mesma Fêmea aos dois meses. A infância.

                                 Aos nove meses Acabou a pré-adolescência, agora já temos nossa adolescente formada. Nesta fase ela alongou,sua energia foi usada para esta finalidade, tem poucas pregas na pele, agora já não cresce mais nos comprimentos (alcançou sua altura máxima), a qualquer momento pode entrar no seu primeiro cio. Agora ela vai encorpar e alargar, ganhar volume de cabeça e sua ossatura ainda vai engrossar mais.

A partir desta fase começam as diferenças maiores entre os macho e a fêmea. Ela aumenta o volume mas não na mesma intensidade que o macho, sendo que na fase adulta, após a primeira cria, a tendência é elas engrossarem mais completando o seu ciclo de crescimento.

. Reparem no crescimento da Tininha, com o passar do tempo as pregas aumentam, agora já adulta, depois de ter ninhadas esta mais encorpada.

Tininha aos 6 anos, ótima cabeça, pregas dentro do padrão, uma Fêmea exemplar.

Mais um exemplo:

Reparem que Nana em crescimento tinha poucas pregas.

Começou a aprentar a anomalia aos 10 meses. Lábios muito pendentes nessa idade indicam uma caracteristica fora de padrão

 

Ainda que magra, saida de uma cria apresentava o excesso fora do padrão, nada funcional e deixa o cão desagradavelmente Babão.

 

                             

           * Uma observação que serve tanto para macho quanto para fêmea é referente as rugas em ecesso, que normalmente causam sérias dermatites e as barbelas, a pele solta, que prejudica a mordedura do cão e acabam lesionadas, provocam outro efeito indesejável: o cão fica Babão. No padrão consta que não devem ser em ecesso.

       

 

Canil Cãodominio
Fone: (51) 51 96081058 / 51 98286612 e-mail: [email protected] e/ou msn [email protected]
Endereço: RS-239 - Km 6 N°: 3815
Copyrighted © É proibido a cópia e reprodução de qualquer material contido no site.
Designed By Bardo Colaboração Anderson