Temperamento
 

           Falar do temperamento do Buldogue Campeiro é uma coisa que me fascina. As duas raças que eu mais gosto e crio são o Buldogue Campeiro e o Pastor alemão. Este dispensa comentários. Quanto ao Buldogue Campeiro, destaca-se pela fidelidade ao dono. São cães que amam as pessoas que fazem parte do seu dia-a-dia. Possuem uma força unida ao seu espírito de luta que fazem deles cães de extrema coragem. Eles lutam com bois, levam coices por todos os lados, principalmente quando aprendizes, e nem assim desistem do seu objetivo.  Lutam pelo que querem ate as ultimas conseqüências. Como cães de guarda, são atentos sem ser agressivos, a não ser que a situação exija. Tem  um instinto protetor muito forte. O ideal na criação é expor o filhote ao máximo de situações possíveis, como meio de impor-lhe limites enquanto jovem. Assim se tornará um cão de agradável convivência, caso contrario se tornará desobediente. Um Buldogue Campeiro adulto é difícil de ser adestrado por ser um cão muito determinado.
       É difícil encontrar quem teve um Buldogue Campeiro e não quis outro, mesmo tendo criado diferentes raças de cães. Sei que pareço suspeito para falar algo assim, mas é a mais pura verdade. Não falo só como criador da raça mas também como adestrador.


      Eu noto na maioria dos meus buldogues que, quando bem criados, não

decepcionam seus donos em nenhuma reação. Cães como o Pastor Alemão,

Dobermann e o Boxer têm ótimo temperamento, se não corresponderam

às expectativas deve ser por duas razoes:

  • o fator genético, ou seja, cães de linhagens duvidosas como alguns que participam de exposições de beleza mas possuem um temperamento desequilibrado ou
  • a má criação, pois cães que não conhecem limites querem, por instinto, demonstrar a sua liderança que na maioria das vezes não foi bem esclarecida por culpa do dono. O cão passa a ter, então, um comportamento inesperado, impulsivo e mal intencionado, por julgar-se no direito e até mesmo – como seu comportamento intuitivo manda – no dever de anular qualquer coisa que possa interferir no seu bem estar, na sua comodidade de hierarquicamente superior.

      Realmente o BC, Buldogue Campeiro, é um cão admirável. Ele reúne meiguice e bravura muito bem dosadas, quem tem um, não troca por outra raça e normalmente busca mais um companheiro.
 O BC late muito pouco, pode acompanhá-lo muito bem nos passeios de bicicleta, o importante é a “rotina”.
Bem educado, não existe cão melhor. Ele tira a comida de sua mão com toda a delicadeza, coisa que não se pode esperar da maioria das raças, independente do porte.
      O seu único problema é que não suporta cães adultos estranhos, principalmente os machos, e é aí que entra a educação. Aqui mantemos vários cães em convívio amigável, desde que eles sejam socializados desde pequenos e que o dono exerça sua liderança.
      Nenhum cão, de qualquer raça, que seja privado do convívio familiar e de outros animais poderá ser considerado confiável. Um BC sempre deve ser vigiado na presença de outro macho adulto. As fêmeas só ocasionalmente.
 O BC deve ser criado SOLTO em contato com os familiares e quando adultos manter uma rotina diária de convivência. É um cão de fácil adestramento, com um bom dono não costuma fugir do portão nem ficar pulando insistentemente.
      Lembrem-se eles colaboram bastante, depende de vocês saberem explorar esta capacidade destes cães.
     

Clique na imagem para ampliar.

CONVIVÊNCIA

       Como acontece com todos os cães,  vai depender de vocês , da educação e do tratamento que for dado ao filhotão. Quando criados da maneira correta  não existe cão melhor que um BC.
Nós criamos vários cães soltos em meio a gatos e galinhas, como labotório, eles tem bom ouvido , só que tem que haver VOZ DE COMANDO. A tendência é, quando adultos, não tolerarem outros machos, como a maioria dos cães, só que o BC é muito mais forte que a maioria dos cães e torna isto ainda mais sério, portanto deve ser sociabilizado desde novo em contato com o publico e em locais de circulação de cães.


EX:
       No Titan colocamos uma coleira passeamos com ele em toda parte inclusive em praças movimentadas (ele faz isso desde pequeno) não há problema nenhum.Mas ao voltar para casa, se o portão não estiver cadeado, deve ser colocado no canil ou na corrente, temos que colocar 2 correntes porque ele não tolera a entrada de estranhos no pátio pois ele foi criado PRESO , com uma ROTINA saindo do canil apenas nos horários certos para passear ou no pátio com a família e um figurante inticando fora do portão. Conosco vira a barriga para cima para ser alisado. Com outro macho solto no pátio nem pensar é briga certa e separar uma briga de buldogues não é fácil não.
       Aqui no sítio eu tenho cães de todas as idades soltos juntos  com gato, galinhas e cães de outras raças e tamanhos. Quando um filhotinho pensa em pegar uma galinha ele já ouve um não, uma repreensão forte. Assim o caso fica resolvido.
Já houve casos sim de filhotões ainda com 6 meses pegando ovelhas.. durante o dia era uma beleza, durante a noite atacavam ovelhas. Assim como já houve casos de cães que convivem
muito bem com qualquer tipo de animal.
       Tudo depende da criação. O ideal na criação é expor o filhote ao máximo de situações possíveis, como meio de impor-lhes limites enquanto jovem. Assim se tornará um cão de agradável convivência, caso contrario se tornará desobediente. Um Buldogue Campeiro adulto é difícil de ser adestrado por ser um cão muito determinado.

Guarda

Quando me perguntam se o BC é bom de Guarda sempre respondo Depende da Criação.Por ele ser um cão de trabalho por excelência ele se molda com muita facilidade as exigências tudo de acordo com os estímulos que recebeu durante a sua criação.
São cães inteligentes que percebem, com uma visão um tanto ciumenta, a rotina da casa. Darei algumas dicas e exemplos para melhor entendimento.
O filhote deve ter desde muito pequeno, muito contato com as pessoas que vão fazer parte da sua vida,conhecendo seus limites, muito carinho e repreensão quando necessário.
Nunca acaricie seu cão do lado de fora do canil, da tela ou da grade da casa. Pelo contrário aperte seu nariz ou bochecha. Nunca o chame assobiando ou estalando os dedos, só se for atrás da grade para apertar seu nariz.
Acaricie-o quando estiver comendo, pegue-o no colo enquanto agüentar seu peso.
Não deixe seu filhote solto no pátio quando não há ninguém em casa, pois em pouco tempo ele estará amigo das pessoas que passam em frente da sua casa, um filhote de BC chama a atenção,todo mundo quer botar a mão ou jogar alguma coisa para ele comer, nestes casos quem fica brabo é o dono.
Outra opção é solta-lo no pátio somente a noite.
Permita que as pessoas o acariciem desde que acompanhados por você, mas nunca atrás da grade.
Se ele for adestrado a atacar e largar sob comando, melhor ainda, ele será um guarda equilibrado e confiável pois o dono conhecerá o potencial do cachorro e terá controle sobre ele.
O BC bem instruído não é aquele cão que precisa ser preso quando chega visita, ele sabe o que esta acontecendo ele recebe as pessoas junto com o dono e depois fica observando, sempre pronto pra trabalhar.

     

 

 

Canil Cãodominio
Fone: (51) 51 96097872038/ 51 98286612 e-mail: [email protected] e/ou msn [email protected]
Endereço: RS-239 - Km 58 N°: 3815
Copyrighted © É proibido a cópia e reprodução de qualquer material contido no site.
Designed By Bardo Colaboração Anderson